top of page

Entenda a diferença entre Consumo X Consumismo

Precisamos urgentemente falar sobre a grande diferença entre CONSUMO e CONSUMISMO, pois tanta confusão acaba por polarizar opiniões das pessoas, provocando inação e falta de mudanças nestes aspectos.


De acordo com o sociólogo Zygmunt Bauman, o consumo é algo inerente ao ser humano, referindo-se a coisas que são realmente necessárias para nossa sobrevivência. Costumo dar os exemplos de consumo da luz solar, do ar que respiramos, da água que bebemos e nos higienizamos, da roupa que precisamos vestir pois não podemos andar pelados por aí, do alimento, e assim vai. Repare que o consumo não necessariamente tem relação com a compra em si, mas no usufruto de determinada coisa. Já o consumismo é uma construção da sociedade com fins de obter lucro. Os exemplos deste último darei mais a frente.


A confusão entre ambos os assuntos provavelmente começou com a revolução industrial aliada à globalização, pois passou-se a produzir em larga escala e aumentou-se a comunicação com as pessoas, incentivando-nos a comprar, nos convencendo de que não temos o suficiente e que na compra reside a promessa de alcançarmos satisfação de todo tipo.

Atire a primeira pedra quem nunca se sentiu hipnotizado por alguma dessas promessas. A questão é que tudo isso não passa de ilusão, pois como toda gratificação instantânea, o sentimento de prazer é grande mas momentâneo, nos fazendo sentir um vazio tremendo quando passa e uma necessidade de mais e mais, tal como uma droga. Não à toa, vemos tantas pessoas viciadas, ansiosas e depressivas nos dias de hoje! Afinal de contas, é loucura depositar no consumo - do que quer que seja - a nossa felicidade ou sentido de vida né?!


Além desse grande caos que nos atinge psicologicamente, o consumismo não é nada amigável com o nosso planeta, explorando a todo custo nossos recursos naturais e poluindo como se não houvesse amanhã literalmente, causando doenças graves quando não a própria morte de seres vivos.


Ou seja, o consumismo realmente não nos traz benefícios a nada nem a ninguém. Mas o que isso quer dizer? Que devemos parar de comprar? A resposta é sim e não!


Deixar o consumismo de lado é dizer não ao exagero, mas antes disso é assumir nossos vazios e enxergar o quanto buscamos no consumo essa gratificação (transformando o consumo em consumismo). É parar de nos alienar e nos responsabilizar pelo que é de fato nossa responsabilidade. É fazer o que estamos fazendo nesse momento, compreendendo a diferença entre os termos para darmos os passos seguintes. E então entender que consumir não se resume a comprar, mas usufruir e que podemos usufruir de diversas formas!


Como? Compartilhando, trocando, alugando, reutilizando, comprando também (mas de forma consciente, questionando impactos que isso causa, aliás, questionando sempre em todas as formas de consumo).


São infinitas possibilidades e quando você começa é só início de um longo processo para uma grande mudança de hábitos de consumo e de vida! Você vai ver que vale a pena e se perguntar por que não começou antes.


E ah, se você ficou curioso/a para conhecer (mais) sobre Bauman, aqui você encontra 31 livros para download gratuito!


275 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
bottom of page